VMware VCP-DCV – Eu passei!!!

 

 

Fala pessoal, tudo certo?

 

Após um longo período afastado do blog, hoje retorno e compartilho com vocês minha nova conquista: sou VCP-DCV!

Isso mesmo. Depois de passar pela sabatina do curso de ICM – Install, Configure and Manage e realizar duas provas, recebi o título de VMware Certified Professional – Data Center Virtualization. Confesso que não foi uma tarefa fácil, mas a recompensa é gratificante.

 

O Curso

Para atingir o objetivo, é obrigatório fazer um curso oficial (fiz o curso de ICM). Trata-se de uma “imersão” no mundo VMware. Uma semana de treinamento, das 9 às 18, com muitos labs e pouca teoria. O curso foi ministrado pela Adistec (instrutor Henrique Silva), e de extrema importância para realização das provas.

É recomendável que você já tenha uma base para aproveitar mais o curso, do contrário, vai sentir um nível de dificuldade maior.

Se eu tivesse o poder em minhas mãos, alteraria o formato dos labs do curso. Ele não força você a “pensar”. Junto com o material do treinamento, vem um Lab Guide onde afirmo ser muito difícil alguém errar os exercícios. Cada tarefa acompanha instruções detalhadíssimas. Na minha ótica, poderia ser algo mais desafiador, que forçasse o aluno a realmente aprender a fazer a atividade.

Mas isso depende de cada um. Nada impede que você faça seus laboratórios posteriormente para aperfeiçoar o conhecimento adquirido no curso.

 

A Prova (VCP-DCV)

Deve ser agendada em um centro de testes da Pearson Vue.

O exame consiste resolver 85 questões de múltiplas escolhas em 120 minutos. A prova exige bastante atenção. Aconteceu comigo, por exemplo, de aparecer a mesma imagem em duas questões diferentes sobre VMFS. Portanto, leia com cuidado. Algumas opções tem pouco sentido referente a questão, e, por eliminação, você chega na resposta correta.

Como em outras provas, você pode assinalar a questão para revisá-la ao final. Acho útil, pois, às vezes, perdemos tempo em uma pergunta e no final esse tempo pode fazer falta.

O resultado sai na hora. Teve um delay de uns 15 segundos após o último next, tempo suficiente para começar a bater o nervosismo hahahaha! Após “congratulations” ser exibido na tela, o resultado é impresso e, em algumas horas, também já é mostrado no Certification Manager.

Abaixo alguns assuntos que eu lembre e que tiveram destaque maior na avaliação:

 

  • Linha de comando (esxcli);
  • Algorítmos de Multipathing;
  • Share e Reservation;
  • Platform Services Controller e Single Sign On;
  • Permissionamento;
  • Limites de Snapshot e vCPU;
  • VMFS.

 

 

Observações e Dicas

Fazer a prova só com o conhecimento adquirido no curso, na minha opinião, é arriscado.

Para ser tornar um VCP, também é obrigatório fazer a prova vSphere Foundations. É um teste on-line, relativamente fácil, que aborda tecnicamente recursos como vVOLs, vSAN, Content Library, entre outros. Mas nada tão detalhado. É mais voltado para conhecimentos dos produtos que a VMware oferece em seu portifólio.

Para estudos utilizei:

  • Material do curso oficial.
  • HOL (Hands On Labs), da própria VMware (link).
  • E utilizei muito, mas muito mesmo o Study Guide que a Veeam disponibiliza. É um excelente guia, bem completo e de fácil entendimento (link).

 

 

Por hoje é isso pessoal. Se alguém tiver alguma dúvida e quiser me escrever, sintam-se a vontade.

Um abraço, até breve!

 

Posts Relacionados

Bacharel em Sistemas de Informação e Pós Graduado em Gestão de TI, considero-me um curioso em novas tecnologias, sempre em busca de novos conhecimentos e compartilhando os que possuo com quem se interessar.

4 Resultados

  1. Daniel Silva disse:

    Parabéns! Vou fazer a prova mês que vem. Mas estou estudando por simulado também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *