Veeam v12 – Instalação

E aí turma, tudo beleza?

 

Como vocês devem saber, a Veeam lançou oficialmente no último mês de Maio/22, durante seu evento anual chamado de VeeamON, a mais recente versão da tradicional ferramenta de proteção de dados: Veeam Backup and Replication. Ainda não há previsão (ao menos oficial) de quando ela será disponibilizada para uso.

 

 

Mas para que vocês não fiquem apenas na teoria, vou fazer uma série de posts aqui no blog comentando algumas das novas funcionalidades e demonstrando elas na prática. Vale destacar que isso só é possível graças ao programa Veeam Vanguard, ao qual faço parte desde 2020. Através dele os membros tem acesso as novas versões antes mesmo de serem divulgadas.

Vamos lá! Pra começar, não tem outra maneira: a instalação! Embora esse passo seja bem simples, pra mim, aqui está uma das grandes novidades dessa versão: o banco de dados utilizado pela ferramenta.

 

 

Anteriormente só era possível instalar o Veeam com SQL Server. Isso gerava certo desconforto, porque dependendo do ambiente do cliente, era necessário comprar uma licença do banco de dados da Microsoft. Atualmente, a versão embutida no Veeam é o SQL Express e nela há uma limitação onde a base não pode ser maior que 10GB.

Agora, a partir da v12, durante a instalação existe a opção de escolha entre o próprio Microsoft SQL Express ou PostgreSQL. Bacana né? Vamos ver como faz!

Bom, o processo inicial padrão não muda:

Acessar o site da Veeam –> Autenticar no portal –> Fazer o download da .ISO –> Montar a .ISO no servidor

Feito isso, inicie a instalação.

 

Agora aquela telinha amada de License Agreement. Depois de ler todo o documento, e se você aceitar as condições :), clique em Next.

 

O terceiro passo é a inserção do arquivo de licenciamento. Caso você não possua uma licença válida e vá fazer o uso da versão Community do Veeam (mais conhecida como grátis), não precisa selecionar nada, basta clicar em Next.

 

Essa tela abaixo também é bem conhecida. Basicamente, mostra os componentes que serão instalados. Por padrão, todos já vem selecionados.

 

A tela a seguir mostra as dependências que o Veeam tem, a nível de sistema operacional. Esses recursos precisam estar instalados no Windows. Se tudo tiver ok, você vai ver a tela abaixo. Do contrário, aparecerá uma opção pra instalar o que está faltando (o próprio Veeam instala isso pra você).

 

Agora a novidade: nas configurações padrões, o Veeam já utiliza o PostgreSQL como banco de dados. Se você quiser seguir com essas opções, basta clicar em Install. Caso deseje alterar as configurações, marque a opção Let me specify different settings e depois em Next.

 

Se você optou por alterar as configurações, a tela abaixo é a primeira que aparece com opções para serem ajustadas. Escolha qual usuário será utilizado para instalar e configurar os serviços do Veeam no Windows.

 

E aqui está a grande mudança! Agora é possível escolher entre usar o Microsoft SQL ou o PostgreSQL. Caso você já possua algum desses bancos na sua infraestrutura, é possível apontar pra ele. Faça sua escolha e clique em Next.

 

Agora você pode alterar as portas que o Veeam usa para se conectar nos serviços específicos.

 

E aqui os diretórios padrão (se atente SEMPRE ao diretório do Instant Recovery).

 

Feito isso, basta clicar em Next e aguardar o processo ser finalizado.

 

Ao final da instalação, e se tudo ocorreu bem, você verá a imagem abaixo:

 

É isso ai! A partir de agora a nova versão do Veeam está instalada e pronta pra ser explorada. Como eu mencionei lá em cima, vou destacar algumas das novas funcionalidades da v12 em posts futuros. Fiquem ligados.

Aquele abraço!

 

Bacharel em Sistemas de Informação e Pós Graduado em Gestão de TI, considero-me um curioso em novas tecnologias, sempre em busca de novos conhecimentos e compartilhando os que possuo com quem se interessar.

5 Comments

  • Fala, Joaquim!

    Tudo bem?

    Show, com certeza a v12 vai vir com tudo!!

    optando por usar o banco em “PostgreSQL” tem a informação se terá alguma limitação?

    • Opa Robson, tudo jóia.

      Até o momento, nenhuma informação relacionada a limitações. Muito pelo contrário, o pessoal está achando bem melhor que MSSQL. Certamente até que a versão oficial seja lançada, algumas novidades sobre isso devem aparecer!

      Aguardemos….

      • Hum, show

        bora aguardar… rs

        Valeu!

  • Excelente.

    • Muito obrigado!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Translate »